Cleveland começa sondagem para aumentar recursos de projeto de ouro em Goiás

A Cleveland Mining deu início à campanha de sondagem de circulação reversa no projeto Lavra, que faz parte do depósito O Capitão, próximo a Crixás (GO). O objetivo é definir um alvo de exploração que possa contribuir com entre 9 mil e 33 mil onças de ouro por ano para a produção da mineradora, cujo carro-chefe é a mina Premier, que fica a dez quilômetros de Lavra.

 

 

O projeto fica na área adjacente à mina de céu aberto de alto teor também chamada Lavra, planejada pela Cleveland e que integra O Capitão. Nessa cava, as atividades de lavra estão prontas para começar mediante a obtenção das licenças necessárias, que devem ser emitidas no “prazo imediato”, segundo a mineradora.

“Nós estamos ansiosos para começar tanto as atividades de mineração quanto atualizar os alvos de pesquisa em Lavra por vários anos. A área [de Lavra] demonstrou sua capacidade para hospedar mineralização de alto teor mais próxima à superfície, conforme demonstrado por atividades de garimpo realizadas no site e por pesquisa da Cleveland nos últimos seis anos”, disse David Mendelawitz, diretor-geral da Cleveland.

A área selecionada para sondagem tem potencial para adicionar receita significativa para o projeto Lavra, caso comprove ser uma extensão da mineralização de alto teor de ouro que foi definida nas duas áreas adjacentes, informou a mineradora australiana em comunicado ao mercado nesta segunda-feira (4).

“Apesar de o potencial para 9 mil a 33 mil onças não parecer muito significativo, gastar menos de 50 mil dólares australianos com sondagem pode adicionar uma faixa de 14 milhões a 52 milhões de dólares australianos em receita, com os preços atuais do ouro”, afirmou Mendelawitz.

Devido à proximidade de dez quilômetros, todo material extraído em Lavra será transportado e processado para a planta da mina Premier, uma vez que a Cleveland obtenha a concessão de lavra para o projeto.

O projeto Lavra, que faz parte de O Capitão, tem recursos inferidos de 134 mil toneladas com teor de 11,14 gramas de ouro por tonelada, para 48 mil onças. Além dos ativos de ouro em Goiás, a Cleveland também tem projetos de minério de ferro em Minas Gerais, que devem ser negociados pela mineradora.

Please reload

Featured Posts

Gerências da ANM se Manifestam

October 16, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Search By Tags