Universidades brasileiras têm alguns dos melhores cursos de Engenharia de Minas do mundo

Três instituições do Brasil aparecem entre as melhores faculdades de Engenharia de Minas e Mineração, diz QS Ranking, elaborado para empresa Quacquarelli Symonds, que avalia universidades e cursos em todos os cantos do mundo. Na área de Engenharia Civil e Estrutural, o Brasil está representado cinco vezes no “QS World University Ranking”.



No ranking de Engenharia de Minas e Mineração, a Universidade de São Paulo (USP) ocupa o 36º lugar, seguida da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS), ambas colocadas entre as posições 51ª a 100ª. Na lista dos 200 melhores cursos Ciências da Terra e do Mar, que inclui Geologia, aparecem novamente a USP (51-100) e a UFRJ (151-200). As cinco melhores colocadas, segundo a QS, são a Colorado School of Mines, Massachussets Institute of Technology (MIT) e a Stanford University, todas nos Estados Unidos, seguidas das universidades britânicas de Cambridge e Oxford. A lista dos melhores cursos de Engenharia Civil e Estrutural contou com cinco representantes brasileiras: a USP (51-100), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a UFRJ (ambas 101-150). Em 151-200, aparecem a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a UFRGS. A USP é universidade brasileira mais bem colocada no ranking: nas seis áreas onde o Brasil está entre as 50 melhores, ela é a representante. O destaque é o 9º lugar no curso de Odontologia. O Brasil aparece entre os 100 melhores do mundo em 33 cursos. Em 2015, na edição que lista as principais universidades do mundo, a USP caiu da 132ª para a 145ª colocação. A universidade, no entanto, segue como a melhor da América Latina. A Quacquarelli Symonds é uma empresa britânica especializada em educação que publica anualmente a relação das melhores universidades do mundo. Para classificar as instituições, a QS leva em conta a reputação acadêmica, a empregabilidade dos egressos, as citações em artigos científicos dos integrantes das instituições e o impacto da produção acadêmica das instituições.

#mineração

Featured Posts
Recent Posts