Minério de ferro ultrapassa US$ 60 a tonelada com alta nos preços do aço

April 19, 2016

O minério de ferro continuou em alta nesta terça-feira (19), se mantendo acima dos US$ 60 por tonelada, à medida que os preços do aço na China subiram em meio à redução nos estoques do produto. Essa situação estimulou a alta na demanda por minério, com usinas siderúrgicas aumentando a produção no país asiático.

 

 

Os estoques chineses de aço têm diminuído, impulsionando os preços domésticos e aumentando o incentivo para que as siderúrgicas expandam a produção. A alta nos preços do minério de ferro e do aço podem não durar, pelo fato de que a produção maior dos dois produtos pode exceder a demanda.

“O comércio está respondendo a um aumento na atividade de produção de aço da China”, afirmou Tom Price, analista do Morgan Stanley, em Londres. A recuperação do minério de ferro em 2016 pode ser afetada pelo crescimento na produção da Vale, Rio Tinto, BHP Billiton e da australiana Roy Hill, da bilionária Gina Rinehart, que começou a produzir no final do ano passado.

O minério com 62% Fe para entrega no porto de Qingdao, na China, no prazo de oito semanas e modalidade custo e frete (CFR), subiu 4,1% nesta terça-feira para US$ 62,85 a tonelada, no índice Metal Bulletin. A alta de hoje veio na sequência de um aumento de 3,6% ontem (18), levando a uma valorização anual, até o momento, de 44%.

O Citigroup disse ontem que o mercado global de minério de ferro enfrenta um forte excesso de oferta e prevê que a recuperação não vai durar, com os preços caindo para abaixo de US$ 50 a tonelada no segundo semestre. Segundo o banco, o aumento na produção de minério, incluindo de algumas mineradoras que retomaram as operações com a alta nos preços, vai prejudicar os preços na segunda metade do ano.

A Rio Tinto publicou hoje o relatório operacional do primeiro trimestre de 2016 e registrou uma alta de 13% na comparação ano a ano, para 84 milhões de toneladas. A Fortecue Metals Group disse, na semana passada, que deve superar a meta de produção para o ano financeiro 2016, que termina em 30 de junho, devido ao aumento de 6% das exportações nos três primeiros meses do ano. Vale e BHP Billiton vão divulgar seus números amanhã (20).

O governo australiano projeta um crescimento de 9,4%, para 1,2 bilhão de toneladas, nos embarques de minério de ferro do país oceânico e do Brasil em 2016.

Os preços do aço na China subiram hoje, à medida que o contrato futuro do vergalhão, em Xangai, aumentou 4,3% para o maior nível em mais de um ano. Segundo Xu Xiangchun, analista-chefe do Mysteel Research, a produção de aço no país asiático vai subir para um ponto em que o mercado voltará a registrar excesso de oferta.

Please reload

Featured Posts

Gerências da ANM se Manifestam

October 16, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Search By Tags